Morre o artista plástico Thirso Cruz, autor de diversas esculturas por Ribeirão Preto

Author:


Morreu em Ribeirão Preto, na última terça-feira (9), o artista plástico Thirso Cruz, autor de esculturas como o “Trabalhador do Café”, na entrada da avenida do Café, e do “Motoqueiro”, da praça da Bíblia.

Thirso Cruz tinha 86 anos e no final de junho foi internado em um hospital de Ribeirão Preto após sofrer uma queda. A morte do artista foi confirmada ao acidade on Ribeirão por amigos e pela Secretaria da Cultura.

“Era uma pessoa muito ativa. Fui pego de surpresa”, disse o também artista plástico Miguel Angelo. “Ele foi escultor a vida inteira. Morava no Santa Cruz, as vezes eu ia visitá-lo”, comenta.

Obras em Ribeirão Preto

Várias obras de Thirso Cruz podem ser vistas por Ribeirão Preto, como as esculturas de cimento no Morro de São Bento, a estátua de Santo Antônio na praça de mesmo nome nos Campos Elíseos, além do “Motoqueiro”, da praça da Bíblia, o Curupira do Parque Luiz Roberto Jábali, e da Praça das Artes, no Parque Maurílio Biagi.

Nota de Pesar da Secretaria da Cultura

Falecimento do servidor aposentado e importante artista plástico Thirso Cruz

➡️ CRIAMOS E IMPRIMIMOS SEU CURRÍCULO SEM CUSTO📍 ECONOMIZE FAZENDO SEU CURRÍCULO CONOSCO! TUDO GRÁTIS! ➡️ Para ajuda, clique aqui.

A Secretaria da Cultura e Turismo de Ribeirão Preto informa, com profundo pesar, o falecimento do servidor aposentado e importante artista plástico Thirso Cruz, ocorrido nesta terça-feira (9).

Manifestamos solidariedade aos familiares e amigos de Thirso, neste momento de profunda dor e consternação. Também expressamos o sentimento de pesar a todos os servidores e artistas que conviveram com o colega.

O velório será realizado nesta quinta-feira (11/07), das 7h às 10h, na sala 4 do Velório Samaritano, localizado na Rua Flávio Uchoa, 988 – Ribeirão Preto. O sepultamento acontece no cemitério Bom Pastor.

Trajetória

Thirso Cruz nasceu em São Joaquim da Barra e perdeu a mãe ainda criança. O pai distribuiu os seis filhos entre tios e Thirso passou, então, a viver em São Paulo. Aos 18 anos, iniciou sua carreira artística, como aluno da então Escola Municipal de Belas Artes, instituição da qual foi professor depois atuando por mais de 30 anos. Uniu as artes plásticas ao teatro, construindo cenários. Thirso foi assistente e amigo de Bassano Vaccarini, que conheceu no grupo TBC (Teatro Brasileiro de Comédia) em São Paulo e reencontrou anos depois em Ribeirão. Em 1956, Bassano Vaccarini foi convidado para conceber pavilhões em comemoração aos 100 anos de Ribeirão Preto. Os dois foram parceiros e amigos – Thirso ensinava português a Bassano, e Bassano ensinava italiano a Thirso.

SAIBA MAIS
Negócio envolvendo gigante do comércio eletrônico movimenta R$ 150 milhões em Ribeirão Preto

FIQUE ON

Fique ligado em tudo que acontece em Ribeirão Preto e região. Siga os perfis do acidade on no Instagram e no Facebook.

Receba notícias do acidade on no WhatsApp. Para entrar no grupo, basta clicar aqui.

Faça uma denúncia ou sugira uma reportagem sobre Ribeirão Preto e região pelo WhatsApp: 16 99117 7802.

VEJA TAMBÉM
Silvio Santos já dividiu parte da herança e vê a família assumindo o SBT





Source link

  • Veja mais vagas de empregos aqui: https://ismaelcolosi.com.br.
  • Veja mais vagas de empregos aqui: https://ismaelcolosi.com.br.
  • Leave a Reply